Domingo, 30 de Outubro de 2011

sid vicious

 

 

 

 

 

sid vicious

 

                                                                     para paulo kauim

 

 

 

 

 

 

quando sonho

é pesadelo que me vem de meus demônios

 

mais diários que os sonhos

mais noturnos que dois olhos de gato

 

cada demônio é um anjo

insone

querendo visitar alguém

 

principalmente nas horas amargas

de um sono mal tecido

 

ter cuidado é inútil

demônios não precisam de chaves

precisam de sofrimento

 

todo demônio sabe

o tempo que um punk tem

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Donne Pitalurgh

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CORREIO BRAZILIENSE - 18 de outubro de 2011

 

TANTAS 

              Palavras   - POR JOSÉ CARLOS VIEIRA

 

 

 

 

 

 

 

.

publicado por paulokauim às 04:38
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Outubro de 2011

um fado cego

 

 

 

 

Um fado cego 

                                                               

 

 

 

 

Dei pra dedilhar um fado cego
na guitarra portuguesa do meu medo
e pelo Alentejo eu carrego
D'oliva da manhã, o gosto azedo.

O peito enferrujado feito prego.
Heterônimo de dor e azulejo.
Meu amor, eu te amo te renego
na pessoa lusitana do meu beijo.

Quanto mais mar houvera, mais navego
oceano proceloso, céus, rochedo,
buscador que sou de primavera.

Quanto menos El Rey espera, mais eu chego,
noite alta, madrugada, manhã cedo,
na nau catarineta da quimera.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Donne Pitalurgh

 

 

 

 

 

 

 

.

publicado por paulokauim às 02:59
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 18 de Outubro de 2011

tantas palavras - correio braziliense - 18 de outubro de 2011

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sid vicious

 

                                                                     para paulo kauim

 

 

 

 

 

 

quando sonho

é pesadelo que me vem de meus demônios

 

mais diários que os sonhos

mais noturnos que dois olhos de gato

 

cada demônio é um anjo

insone

querendo visitar alguém

 

principalmente nas horas amargas

de um sono mal tecido

 

ter cuidado é inútil

demônios não precisam de chaves

precisam de sofrimento

 

todo demônio sabe

o tempo que um punk tem

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Donne Pitalurgh

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CORREIO BRAZILIENSE - 18 de outubro de 2011

 

TANTAS 

              Palavras   - POR JOSÉ CARLOS VIEIRA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

publicado por paulokauim às 21:05
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 12 de Junho de 2011

além do céu de brasília - donizete pitalurgh

 

 

 

poesia
sempre
tem
que
ter
don
ne
publicado por paulokauim às 05:40
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Maio de 2010

crônica do zé

 

 

 

Uma crônica do Zé

 

 

De perto,

ninguém é normal

 

Quem nunca se surpreendeu falando sozinho?

Vinha para o jornal no meu possante Fiat 96 quando me dei conta de que conversava alto comigo mesmo. Estava preso num engarrafamento chato entre o Guará e o SIA, ­ esse estresse virou rotina, pelo menos uma vez por semana um motoboy, que se acha Valentino Rossi, bate na traseira de algum carro e a pista vira um caos. Sei que não sou o primeiro, nem serei o último aprendiz de cronista a tocar nesse assunto de "dialogar" sozinho, mas achei engraçado o Zé falando com o Zé. É como diz o poeta: "De perto, ninguém é normal".

Comecei a olhar para os outros motoristas, impacientes como eu, parados no trânsito. Uns aumentavam o som do rádio, outros conversavam com a companhia do lado, e alguns repetiam o mesmo vício "discreto" de falar sozinho. A gata do Gol vermelho à minha direita até gesticulava. Uma comédia urbana.

Às vezes, quando bebo uns chopes a mais no Carpe Diem ou no Beirute, eu mesmo me repreendo em voz alta:  " Eh, véi. Tá na hora de voltar pra casa". Em outras ocasiões até brigo comigo, mas logo faço as pazes. Dizem que na Internet tem até chat para quem quer falar sozinho. É o computador tomando o lugar do espelho. Porque falar na frente do espelho é tão comum como cantar debaixo do chuveiro. Vai dizer, leitor ou leitora, que você nunca conversou tête-à-têt com sua imagem refletida no vidro de Narciso, o afogado. Fala sério.

Um antigo amigo escritor, ator e ex-astronauta de lotação lá de Planaltina, Donizeti Pitalurgh, gostava de dizer, durante uns goles de vodca, que falar sozinho é como escrever poesia sem papel.

Nesse início de ano é bom a gente exercitar umas rotinas novas para encarar os dias difíceis que virão. Eu aconselho a arte de conversar consigo mesmo. Não, não quero criar uma seita tipo raeliana (já pensou: os zelianistas) ou lançar um livro de auto-ajuda e entrar para a academia. Mas acredito que falar sozinho ajuda a anarquizar a alma. E isso é bom. É como tomar banho de chuva com a namorada em Pirenópolis. Beijar na boca dentro do carro em frente ao Palácio do Planalto...

O exagero não é recomendável. Nada de ficar falando com as paredes. Vão querer fazer uma lobotomia em você. E a lobotomia desses tempos é deixar a gente o dia inteiro diante da televisão assistindo novela mexicana, "vale a pena rever outra vez", vampiro banguela, etc.

Mas como é bom a gente ter alguém com quem conversar. Falar sozinho é um remédio sublime contra a solidão.

publicado por paulokauim às 05:37
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009

poema de dina para donne

 

 

 

FALANGE BEGE

 

Para Donne Pitalurgh

 

 

 

 



QUANDO VOCÊ ME ENCARA
COM ESSES OLHOS DE LOBO
MINHA ALMA COVARDE SE AGARRA
COM UNHAS E DENTES AO CORPO

QUANDO VOCÊ ME OLHA
COM OLHOS QUE TENS DE LOUCO
A MINHA BOCA ESCANCARA
COM CALMA LIBERO A ALMA
E O CORPO TREMENDO TODO.

 

 

 



DINA BRANDÃO

 

 

 

 

publicado por paulokauim às 02:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 4 de Janeiro de 2009

cidade

 

 

cidade

 

a.c.

 

 

http://www.poesiaconcreta.com.br/player.php?acao=play&id=167&numero=21

 

 

 

 

 

.

 

publicado por paulokauim às 03:19
link do post | comentar | favorito
|

cabeça

 

 

 

.

 

 

 

 

 

ca

be

ça

 

 

 

walter

franco

 

 

 

 

 

.

publicado por paulokauim às 02:32
link do post | comentar | favorito
|

música do brasil

 

 

 

 

 

dia de estrelas

kléber albuquerque

elio camalle

publicado por paulokauim às 02:11
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 2 de Janeiro de 2009

A PAIXÃO

 

 

 

A PAIXÃO É UM BARCO MORTAL

NUM TRIÂNGULO DE BERMUDAS.

 

A PAIXÃO TEM SUAS BERMUDAS

AJUSTADAS PARA QUAISQUER COXAS.

 

A PAIXÃO NÃO DEIXA MARCAS NOS SUSPENSÓRIOS

MAS MANCHA DE ROXO CALCINHAS E O CORAÇÃO.

 

O BARCA DA PAIXÃO, POR MORTAL QUE É

ESTÁ SEMPRE PRONTO A VIRAR,

MESMO O MAR ESTANDO CALMO.

 

A PAIXÃO É ROLETAR AS AMÍGDALAS

COM UM VELHO PUNHAL DE PLÁSTICO

QUE MEU AVÔ ME DEIXOU DE PRESENTE

ANTES DE MORRER.

 

A PAIXÃO É BESTA.

A PAIXÃO É BESTA E CAI NO UM SETE UM.

 

A PAIXÃO NÃO CONSEGUE PEGAR UM BONDE SOZINHA,

NECESSITA SEMPRE DE ALGUÉM PRA LHE CHUTAR OS PÉS.

MAS A PAIXÃO AMARRA UM BODE.

COMO OS LOBOS, ELA ANDA EM CÍRCULOS,

SÓ QUE NUNCA EM ALCATÉIA.

 

A PAIXÃO É FEIA QUANDO QUER ESTRANGULAR

A SI PRÓPRIA, BEM SABENDO QUE LHE FALTAM

MÃOS POTENTES, POR ISSO SE DESEMBELEZA,

FAZENDO CARETAS E ESGARES COMO QUEM ESTÁ NA

FORCA COM OS PÉS, POR POUCO, TOCANDO O CHÃO.

 

A PAIXÃO CONSTRÓI SONHOS.

TALVEZ ESSE SEJA O GRANDE BEM DA PAIXÃO;

VIVER DELES E NÃO DEIXAR O BARCO VIRAR

QUANDO O HORRICANE PARTE PARA CIMA DA BARCAÇA.

ELA NÃO É SIMPLES OLHAR DE LESMA, MAS UMA RISADA

DE HIENA NO MEIO DO ALMOÇO FARTO DOS HOMENS

DE CORAÇÕES MAUS.  A PAIXÃO É UMA DROGA.

 

A PAIXÃO É UMA LOUCURA.

A PAIXÃO É UM TONEL DE ÁLCOOL 96 GRAUS.

POR ISSO EU ME ENCONTRO BÊBADO, DROGADO E

LOUCAMENTE APAIXONADO...

 

 

publicado por paulokauim às 04:34
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

.pesquisar

 

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

31


.posts recentes

. sid vicious

. um fado cego

. tantas palavras - correio...

. além do céu de brasília -...

. crônica do zé

. poema de dina para donne

. cidade

. cabeça

. música do brasil

. A PAIXÃO

.arquivos

. Outubro 2011

. Junho 2011

. Maio 2010

. Janeiro 2009

.tags

. todas as tags

.favorito

. Carioca de (al)gema!

. Graffitis - Discussão

. Rua da Feira

. Tropecei na rede #003

..

website-hit-counters.com
http://www.website-hit-counters.com
blogs SAPO

.donne pitalurgh